sábado, 16 de dezembro de 2017

A árvore :)

Vim só informar e mostrar, claro, que já fiz a árvore de natal ahahahah



Pronto.. era só :)
Bom Domingo.

Natal??

Tempo de stress, de correrias às compras, de pensar em prendas e dizer: vai gostar!!

Certo, um miminho, uma forma de dizer o quanto se gosta, ou não, (às vezes é só para fazer boa figura) e depois vêm aquelas que só falam para nós nesse dia, (valia mais não).

Eu como já falei aqui algumas vezes, o Natal festejo-o todo o ano, como? aproveito tudo e todo o tempo que posso junto dos meus, ajudo a minha mãe que já é idosa e doente, ajudo os animais ( para mim, merecem mais que algumas pessoas) ajudo de tanta forma durante o ano todo, que chego ao Natal e é igual, não há diferenças.

Não sou melhor que ninguém, mas sinto que sou igual a alguns, que assim como eu, estão lá quando necessário, não só no Natal.

Este video já tem uns anos e certamente vocês já o viram também, mas nunca é demais mostrar o que realmente devia ser o Natal.



            Pensem e reflitam, isto sim devia ser no Natal e em todos os outros dias.

 

Falta uma semana, comprem os presentes, mas ofereçam a vossa presença, a vossa ajuda durante o ano todo, porque depois? pode ser tarde!!

Bom Sábado.

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Porraaaaaaaaa

Vocês têm dias em que vos apetece mandar tudo à m…@? e dias ainda mais graves que vos apetece mandar tu pró c@....? pois esse mesmo.

Pois hoje para mim foi um dia desses, um frio do caraç@as, um trânsito de porr@, uma paragem pela policia, uma vontade de trabalhar!!! nenhuma , uma doida a atazanar a cabeça todo o santo dia. 

Já não tenho paciência para estes dias. Vou pedir a reforma antecipada quanto antes e vou masé prás ilhas, qualquer umas não interessa.


Tou f…… 

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Utopia.

Hoje acordei à hora habitual, bebi o meu café vesti-me e fui eu para o emprego. 

Chamei o elevador que trazia uma senhora muito simpática, que me cumprimentou e disse: parece que hoje vem bom tempo, eu respondi que sim, pelo menos parecia. Chegadas ao hall do prédio ela abriu-me a porta para eu sair primeiro e despediu-se ao qual eu retribui.

Já na rua, havia sol e para a hora não estava frio, muita gente apressada para os seus empregos, outros talvez para as compras, todos sorriam e se cumprimentavam. Algumas que seguiam a pé paravam e falavam um pouco, do lado contrário ao que eu seguia vi aproximar-se um senhor com uma criança de talvez oito anos e estava um outro senhor mais idoso a tentar com a sua bengala descer o passeio, vi o senhor que acompanhava a criança larga-la e ir ajudar o senhor a descer o passeio.

Ao chegar a um cruzamento onde costumo demorar alguns minutos para passar, um carro cedeu-me passagem ao qual eu agradeci e a condutora também sorriu.

Estacionei ao pé do café onde costumo parar para beber o meu outro café e ao entrar, logo veio a senhora com o meu café. Reparei que toda a gente que se encontrava lá, sorria, como se hoje fosse um dia especial para todos. Paguei o meu café, despedi-me com um sorriso, o qual me foi retribuído com um, bom trabalho e um bom dia para a senhora.

Voltei a entrar no carro e logo me deram passagem, dois minutos depois estava à porta do trabalho.
Pensei: mas que dia bom hoje vai ser, assim sim, boa disposição, civismo, gosto!

Estava a entrar a porta do emprego e toca o despertador, afinal tudo não tinha passado de um sonho.


Fogo pah, logo vi!! ahahahah

domingo, 10 de dezembro de 2017

A fantástica geração das mulheres que não foram feitas para casar.

Encontrei este texto, nas redes sociais há algum tempo e resolvi falar sobre ele.

"Nós não fomos criadas para sermos princesas. Não brincamos apenas com bonecas e não aprendemos, desde cedo, a cuidar de uma casa. As nossas mães nunca tiveram tempo para nos ensinar a costurar, em vez disso, mostravam-nos com exemplos práticos de como ser fortes, independentes e batalhadoras. Em vez de bonecas, livros. Em vez de panelas e cadernos, fomos criadas para sermos mulheres fortes, para enfrentar o mundo de frente. 

Não somos mulheres para casar.

Não vamos viver para limpar a casa, lavar os pratos e dedicar 100% do nosso tempo para nossos filhos, porém, seremos parceiras, ótimas companhias e as melhores pessoas para dividir uma vida e uma história. 
Não fomos criadas para esperarmos a porta do carro ser aberta ou a cadeira ser puxada, nós aprendemos que o quer que a gente queira, somos nós as únicas que têm que fazê-lo.Não sabemos pregar um botão, mas sabemos indicar uma costureira incrível e barata.
Não sabemos fazer o melhor almoço de domingo, mas dividimos a conta de um restaurante impecável. Não somos as melhores do mundo em limpar o apartamento, mas se quiseres conversar sobre o expressionismo abstrato, vamos fazer isso com o maior prazer do mundo, enquanto indicamos um bom vinho e escolhemos uma bom hotel naquele site que descobrimos ontem.

Nós não sabemos se vamos querer ter filhos um dia, mas conseguimos amar um sobrinho ou um filho de uma amiga com todas as nossas forças. Não estamos ansiosas por um anel ou por um vestido branco, mas ficamos realmente felizes com aquele presente inesperado que foi comprado por amor e sem data comemorativa. As nossas brincadeiras favoritas na infância nunca foram casinhas de bonecas, mas éramos as melhores em artes e redação. Não fomos criadas para lutar contigo enquanto jogas videogame com os amigos, mas sim, para jogar tão bem quanto vocês todos juntos.

Mas por favor, não nos entendam mal. Não somos mulheres que não gostam do amor ou que não sabem amar, muito pelo contrário!Vemos o amor nas coisas mínimas. Para nós, um "cuida-te" é o equivalente a um "eu amo-te", um "já comeste?" é uma prova do quanto importamos e um "estou com saudades" faz o nosso coração bater mais forte.

Não somos mulheres criadas para casar, mas somos as melhores para dividir uma casa, uma bicicleta, uma mala e algumas linhas a serem escritas. 
Às vezes, nós queremos casar, vestirmos-nos de branco e celebrar o amor com tanta gente que gostamos.

Mas não fomos criadas para isso.

Antes de casar, a nossa prioridade é amar.

E isso nós fazemos muito bem."


Se é um bom exemplo? Não concordo no seu todo! há coisas que todos independentemente do sexo, devemos ou devíamos saber.
Os tempos mudam e as opiniões também, mas há coisas que deviam ser ensinadas a todos.

Não pertenço a essa geração que o texto fala, houveram coisas que me foram ensinadas e hoje eu agradeço por isso, sei costurar, fazer a minha própria alimentação, limpar uma casa, passar a ferro e tanta coisa mais.

Houve coisas que eu sempre disse que não queria e que não me arrependo até hoje, mas que já fui muito criticada, como o não querer ter filhos, criticam-me, pois, como no texto eu adoro crianças e dou o amor e carinho aos filhos dos outros, mas não os quis ter, uma decisão minha, pronto.

O casamento já o fiz pela igreja, hoje não sou católica, nem de outra religião, (por motivos meus, deixei de acreditar), também sou criticada por isso. 

Divorciei-me, hoje vivo com outra pessoa e o casamento não está nos meus planos, mas não digo que não.

A geração de hoje é muito diferente da minha, mas lá está, há coisas que nem o tempo ou as mentalidades deviam mudar e os ensinamentos que me deram deviam ser dados hoje também. 

Mas já não se ensina nada a ninguém, os pais querem que os filhos estudem, dão-lhes todas as condições para isso e o resto esquece.

As mulheres foram as que ao longo dos tempos mais evoluíram, hoje não são mais as que estão em casa à espera do marido, a cuidar dos filhos, não, hoje a mulher tem parte muito ativa na sociedade e se elas não querem casar ou ter filhos, deixem-nas é um desejo que lhes assiste.  


Se eu acho isso fantástico? Sim, em 90% do texto.

Se a vida é fácil para alguém?

Não, claro que não!!

Há sempre problemas, uns vêm problema porque viram umas calças, uma carteira, uns sapatos que não podem comprar. Outros porque querem um móvel novo e está difícil de o comprar, outros… à e tal queria marcar as férias e este ano queria ir até uma praia onde nunca fui, um carro novo. Agora nesta quadra, só pensam nas prendas.

Há pessoas que vêm problemas em tudo e que felizmente só têm esses problemas.

Se eu também já fui assim? JÁ!!

Mas muito antes de conhecer a menina que vou falar, deixei de o ser, não porque tenha tido cancro, (felizmente), mas porque o que vejo e passo todos os dias mo ensinou.
Uma menina que conheci aqui no blog, tem 26 anos e tem Leucemia, é jornalista e a única preocupação dela é escrever sobre a doença e talvez de encontrar um dador de medula, pois é a única hipótese que ela pode ter. Isso sim é um PROBLEMA!!

Problema, porque ela não sabe, se vai poder casar, ter filhos e ter uma vida normal, onde se calhar também irá pensar em tudo o que falei em cima, mas já de outra maneira, porque ela já viu que num só momento se perde tudo e não vale a pena fazer planos. A menina que falo chama-se Catarina e tinha nela todos os sonhos do mundo e hoje só tem um, aquele que todos nós devemos pedir sempre, a nossa saúde.

Força miúda, eu estou aqui, não para te fazer perguntas sobre a tua doença, mas para te dar a força que conseguir.

Beijinhos e muita esperança a todas as Catarinas que estão a passar pelo mesmo problema. 

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

What??

 Há pessoas que não sabem o que é falta de dinheiro pah anda aqui uma pessoa a contar a meia dúzia de tostões para ir comendo um naco de pão e depois vem este Mohammed bin Salman e dá 380 milhões por um só quadro? 

Será para substituir aquele ali pendurado?? 



E eu que até tenho aqui em casa quadros muito mais bonitos, alguns até foram comprados em feiras de velharias famosíssimas e também com alguns modelitos com  vestes de estilo renascentista e que também dizem ser o Salvador do Mundo e…e….e….. E porra que mais uma vez eu fico de boca aberta.

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Facto :) Ou Não? :(

Gosto de trabalhar e é bom ter um trabalho, bom, mau, assim-assim, não interessa. Mas, ai ó pah, a semana tem cinco dias loooonngossssssssss  que nunca mais acabam, ainda por cima tá um frio do c@r@ç@s :))

Então? esta frase tem tudo a ver!! não acham? até porque o Amo-te se só se ouvir uma vez por mês não provoca tanto cansaso ahahahahah

Bom feriado.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Ainda estou de boca aberta.

Há dias em que uma pessoa tem de ficar furibunda, apalermada (ainda mais), com vontade de: mandar à m…@, pró c@rv@lho, atira-la ao rio com uma pedra atada ao pescoço, espetar-lhe uma facada e deixá-la e estrebuchar.. sei lá. 

Digo isto daquela pessoa?? Que hoje e depois de passar por mim toooooooddossssssss os dias e nada falar, vir dizer-me: olhe vou de férias (e que falta cá fazes),  e então queria desejar-lhe um feliz natal. 

Eu cá minha cara de parva e de boca aberta, a pensar, nos adejetivos lindos, que lhe queria dizer, fiquei ali a olhar para essa pessoa?? !!! ai ó pah ca nervos.


Nem respondi, porque não tive reação para tal e depois, com muita pena minha, a dita, dito o que disse pirou-se. 

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

#nãohácondições

Desde de manhã que estou à espera dum café e não houve vivalma que mo trouxe-se e já são 23h.

Não há condições !!!